Container

Rádio Cultura Riograndina

Endereço: General Osório - Edifício Câmara do Comércio - , 430/Sala 204 - Centro - rio grande - RS - CEP 96.200-400

Telefone: (53) 3232-2303 - Celular: (53) 99164-7867 -

Pelotas

Endereço: - - RS

Telefone: (53) 9165-9164

São José do Norte

Endereço: - - RS

Telefone: (53) 3238-1100

Rio Grande, 22 de Abril de 2019

Rádio Cultura Riograndina - Rio Grande, Rs.

Está no ar

Plataforma Portais Eletrônicos

Identifique-se

Painel de Controle

Mala Direta

Jornalismo

Comercialização de 60 toneladas de pescado na Semana Santa é a previsão da Secretaria da Pesca

Publicado 12/04/2019

Com estimativa de venda em torno de 60 toneladas de pescado para a feira do peixe na Semana Santa, conforme previsão da Secretaria de Município da Pesca, exigências por parte da Vigilância Sanitária para a comercialização de pescados no município de Rio Grande voltam a ser apresentadas aos pescadores. A principal delas é o pedido de alvará sanitário. Os pescadores que pretendem comercializar seus produtos na próxima semana (de quarta-feira, 17, até sexta-feira, 19) devem providenciar o documento na sede da Vigilância Sanitária (Rua Almirante Barroso, 166), a partir desta quinta-feira (11). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (53) 32337361.

Os documentos necessários para tirar o alvará sanitário são: cópia da carteira de identidade e do CPF, comprovante de endereço, número de telefone, cópia de autorização da Secretaria da Pesca e o pagamento da taxa municipal de R$ 51, 15.

Para orientar pescadores que estarão vendendo o produto em cerca de 40 pontos da cidade, a Prefeitura de Rio Grande, por meio das secretarias da Pesca e da Saúde, promoveu um curso para cerca de 100 pescadores no qual foram apresentadas algumas condições para a venda de pescado na Semana Santa. O curso foi dado no CRAS do bairro Hidráulica, nesta quarta-feira (10) à tarde.

O gerente da Unidade de Vigilância Sanitária da Secretaria de Município da Saúde, Antônio César Corrêa disse, durante o curso, que as exigências são mínimas e ano a ano são recordadas aos pescadores. De acordo com ele, a venda do produto tem que ser bem feita. “Pedimos o mínimo para todos poderem vender um produto de qualidade”. Uma das exigências definidas pela Lei 23.430/74 – Lei de Saúde Pública Estadual é a de que a venda de pescado será realizada em expositor com cobertura impermeável. Outra regra para o armazenamento do produto (pescado in natura e camarão com casca) é a de que 30% do peso deve ser em gelo, distribuído em camadas.

Já os vendedores também vão estar sendo fiscalizados pela Vigilância. Entre as exigências, eles devem estar usando jaleco, boné, as mulheres precisam estar com os cabelos presos, todos devem estar com unhas cortadas e as mãos limpas (usar álcool gel). Duas regras que devem ser cobradas: não usar jornal para embrulhar o produto e a pessoa que vender não mexe com dinheiro.

 

 

 

Leia mais sobre: Jornalismo

Fonte: Prefeitura do Rio Grande

Compartilhe

Delicious Digg Google Bookmarks Mixx MySpace Reddit Sphinn StumbleUpon Technorati RSS

Enquete

Você concorda com o fim do auxílio-reclusão e a criação de um benefício para as vítimas dos crimes?

Resultado

Banner1 178x317

Banner7 178x88

Banner5 178x88

Topo 982x346

Banner3 178x88

Banner4 178x88

Banner2 178x88

Banner6 178x88